Livros e Publicações Preste Atenção! Reportagens Especiais Caricaturas Parceiros Destaque Coberturas Entrevistas Lançamentos Home
DOWN – Carioca Club – São Paulo – 10/04/13

Postado 13 de abril de 2013 às 08:09

Share |

Texto e fotos por Luciano Piantonni

Todo mundo sabe que o Down não chega a ser uma banda com uma careira constante, uma vez que os músicos possuem outros projetos – sendo Phil Anselmo um dos mais ativos nesse aspecto. Portanto, poder assistir um show do Down é uma experiência mais que gratificante, já que em sua formação tem um ex-Pantera, um ex-Corrosion Of Conformity, e um Crowbar.

Recentemente os caras lançaram o EP Down IV – Part I – The Purple EP, que segundo eles, terá quatro partes, o que deixa a entender que a banda ficará por mais tempo na ativa, um grande alivio para os fãs!

Apesar de ser uma quarta-feira, o Carioca Club teve um excelente público, cerca de 1200 pessoas, o que nos dias de hoje é um feito e tanto – se tem uma reclamação sobre esse show, ela vai para a desnecessária existência de uma “pista Premiun” dentro da casa…

Com apenas 15 minutos de atraso, Phil Anselmo (vocais), Pepper Keenan (guitarra), Jimmy Bower (bateria), Kirk Windstein (guitarra) e Patrick Bruders (baixo), entraram no palco, incendiando o público, que tinha todas as letras na ponta da língua. Era o bom e velho Down detonando na frente dos felizardos, presentes.

O show começou com Lysergik Funeral Procession (Down II: A Bustle In Your Hedgerow, 2002), mostrando seu som pesadíssimo de forma cristalina, como deve ser. Sem muita conversa, iniciaram Pillars Of Eternity, do disco de estreia do Down (Nola, 1995).
Phil Anselmo continua um monstro com a posse do microfone. Gesticulando bastante, andando de um lado para o outro, e cantando muito, é claro que ele é o centro das atenções.

A terceira música que apresentaram foi Lifer (Nola, 1995), mais uma tijolada na cara dos presentes. As guitarras, ultra pesadas de Kirk e Pepper, duelam em várias partes, criando um clima fantástico no show do Down. E a cozinha formada por Patrick e Jimmy, não fica atrás.

O show seguiu com músicas como Witchtripper (Down IV – Part I – The Purple EP, 2012), Misfotune Teller (Down IV – Part I – The Purple EP, 2012), Temptation’s Wings (Nola, 1995), Ghosts Along The Missisipi (Down II: A Bustle In Your Hedgerow, 2002) e Losing All (Nola, 1995), com direito a homenagem ao finado Dimebag Darrel, ex-parceiro de Pantera, de Phil Anselmo, que foi ovacionado pelos presentes.

No palco chovia de tudo, de CDs, a camisetas (a maioria do Pantera), óculos, toca ninja (Phil cantou uma música inteira usando uma dessas!), até lingerie (!) – Jimmy Fez questão de “vestir um sutiã” e fez o resto do show com o mesmo.

Com um jeitão meio Doom, meio Southern e Black Sabbath, as músicas do Down são bem arrastadas e com um forte apelo para os riffs gordos nas guitarras. Num dos momentos, brincaram com Walk do Pantera, levando o público ao delírio total.

No mezanino, convidados como Sepultura, Carcass, entre outros.

O show seguiu com New Orleans Is A Dying Whore(Down II: A Bustle In Your Hedgerow, 2002) , Open Coffins (Down IV – Part I – The Purple EP, 2012) e Eyes Of The South (Nola, 1995). Uma pausa e eles voltam do BIS com Hail The Leaf (Nola, 1995), Stone The Crawl (Nola, 1995) e encerram com Bury Me Smoke (Nola, 1995), surpreendendo a todos, com uma bela jam com o pessoal do Sepultura, que mandaram muito bem na continuidade da música.

E assim se encerrou esse excelente show dessa banda que já virou um mito do cenário mundial.
Tomara que eles tão logo lancem a segunda parte do EP, voltem ao Brasil, pois quem foi, com certeza agradece.

coberturas