Livros e Publicações Preste Atenção! Reportagens Especiais Caricaturas Parceiros Destaque Coberturas Entrevistas Lançamentos Home
VISION DIVINE – Manifesto Bar – São Paulo – 31/03/13

Postado 3 de abril de 2013 às 03:24

Share |

Por Maria Claudia / Fotos: Gil Oliveira

No último domingo, dia 30-03, os italianos do Vision Divine, retornaram pela segunda vez ao Brasil, após quase dez anos, e desta vez, para divulgação de seu mais recente álbum “Destination Set To Nowhere”. O local escolhido para a realização do evento foi no Manifesto Rock Bar.
Havia uma certa curiosidade por parte dos fãs ali presentes, pois a banda nos últimos anos, sofreu uma mudanças formação bastante radical, pois Fabio Lione foi substituído pelo excelente Michele Luppi – de 2003 à 2008, que deixou a banda por razões pessoais assim – assim, fazendo com que Fabio retornasse ao seu posto.

Com um breve atraso, o show começou às 19h30, com a abertura da banda paulistana Seventh Seal. Este foi o show de estreia com o vocalista Leandro Caiçolo (ex- Eterna, Soulspell), que disse que fariam um show com uma mesclas de sons novos e sons antigos e executaram a música Time To Go. Beyond The Sun, Mechanical Souls e Seventh Seal também fizeram parte do set list. Os músicos ficaram bastante felizes pelos fãs estarem correspondendo positivamente a apresentação e mesmo com algumas falhas técnicas, o show foi encerrado com o cover de Painkiller, do Judas Priest.

As 21h30 horas, começaram a ecoar nos PA’s a intro “S ‘Io Fosse Foco” e logo em seguida, o show começou com a excelente faixa “Dream Maker” e logo em seguida “Beyond the Sun and Far Away”, todas do último álbum. Era nítida a expressão a surpresa dos músicos, que realmente não esperavam a audiência cantando tão alto e em uníssono. Fabio Lione (Rhapsody Of Fire), é um músico extremamente talentoso e simpático e começou a brincar com os fãs, em alguns momentos, falando em português, espanhol e italiano, e disse que era uma honra para ele tocar naquela noite e que o show iria ser bastante especial para todos. Neste mesmo momento, alguns fãs, jogaram uma bandeira da Itália no palco.

A excelente e empolgante “Violet Loneliness” e “Colours Of My World” com certeza foram um dos pontos mais altos da noite. “Of Light and Darkness”, “Message to Home” também foram executadas com maestria e Olaf Thorsen é um excelente músico e nestas performances em específicos, foi notável como ele realmente é A MENTE da banda.

“Taste Of A Goodbye” foi dedicada à todas as mulheres e em seguida em seguida foi o primeiro cover da noite, Wasted Years, do Iron Maiden.
“The Lighthouse” e “Mermaid from the moons” também foram bem recebidas pelos fãs.
Neste momento, Fabio anunciou que para este show no Brasil, haveria participações bastante especiais e foi chamado no palco o baterista Ricardo Confessori (Angra, Shaaman), que prontamente aceitou o pedido da banda e executaram o segundo – e excelente – cover da noite, que foi “Highway Star”, do Deep Purple! Que cover maravilhoso e foi muito bem executado.
“The House Of Angels”, deu encerramento a primeira parte do show.

No bis, os fãs começaram a gritar bem alto que queriam ouvir a música “Send me An Angel”, e lógico, que foram prontamente atendidos, assim fechando o ótimo show do ciclo do mês de Março.
Este show com certeza, é um dos fortes candidatos a ser um dos melhores de 2013, justamente pela honestidade do músicos e a interação com os fãs que foi algo realmente único. Assim como eu, muitas pessoas terminaram seu feriado de uma excelente forma e começaram a semana muito bem.”

coberturas