Livros e Publicações Preste Atenção! Reportagens Especiais Caricaturas Parceiros Destaque Coberturas Entrevistas Lançamentos Home
CD: VULCANO – LIVE III: FROM HEADBANGERS TO HEADBANGERS

Postado 15 de junho de 2019 às 14:44

Share |

VULCANO

Live III – From Headbangers to Headbangers

Heavy Metal Rock – Nacional

 

Em 21 de outubro 2017, a banda Vulcano realiza um show em comemoração aos 34 anos da loja Heavy Metal Rock, e também aos 35 anos de banda. O show foi realizado no bar No Canto, em Nova Odessa/SP, e também contou com a participação das bandas Pop Javali e Circle of Infinity. Esse show do Vulcano foi gravado e acabou se tornando o álbum duplo Live III: From Headbangers To Headbangers, que será abordado nessa resenha.

O álbum abre com The Man, The Key, The Beast, música instrumental do álbum de mesmo nome, seguida de Church At A Crossroads. Após, a banda executa dois clássicos do primeiro Live, as músicas Witche’s Sabbath e The SignalsThe Evil Always Return e Gates Of Iron seguem o álbum. A banda também toca faixas de seu mais recente álbum, o excelente XIV. As faixas em questão são Propaganda And Terror, Thunder Metal e I’m Back Again. Seguem faixas de álbuns já contando com Luiz Carlos nos vocais, Awash in Blood e The Tenth Writing. Para a surpresa dos fãs, é executada Welcome to the Army, faixa que NUNCA foi tocada ao vivo antes.

O CD 2 abre com Red Death, clássica música do álbum Anthropophagy. Em seguida, a banda toca Total Destruição, Guerreiros de Satã e Legiões Satânicas, essas que são grandes clássicos não só do Vulcano, mas do Metal Nacional em geral. Por fim, a banda toca na íntegra o álbum Bloody Vengeance, eterno clássico do Metal Extremo, e que até hoje é venerado por Headbangers dos mais diversos cantos do mundo.

No geral, vemos que a banda fez um belo apanhado de sua carreira, apresentando composições mais novas, mas sem deixar de lado os clássicos. Fazendo jus ao título, um álbum de Headbangers para Headbangers. Mesmo após décadas na estrada, a “Total Destruição” sonora do Vulcano é cada vez mais potente!

 

Por Mateus Freire.

 

lancamentos