Livros e Publicações Preste Atenção! Reportagens Especiais Caricaturas Parceiros Destaque Coberturas Entrevistas Lançamentos Home
BELPHEGOR – MANIFESTO BAR – SÃO PAULO – 28/02/17

Postado 10 de março de 2017 às 02:52

Share |

Texto e fotos por Leandro Cherutti

Um dos maiores nomes da música extrema mundial na atualidade e sem dúvidas o maior expoente austríaco no gênero, o Belphegor, desembarcou em território latino no último dia 17 de fevereiro e iniciou uma grandiosa turnê pelo hemisfério sul. A banda passou por países como: México, Guatemala, El Salvador, Colômbia, Peru, Bolívia, Chile e Argentina. O primeiro show em terras tupiniquins ocorreu dia 28 na cidade de São Paulo, onde o grupo realizou uma impactante apresentação no Manifesto Bar.

O show que inicialmente estava previsto para começar às 20h30, teve um pequeno atraso, que não afetou em nada o desenvolvimento do evento. Pontualmente às 20h46 as luzes se apagaram e a partir deste momento os músicos começaram a descer uma escada que ligava o camarim ao palco. O primeiro a comparecer foi o baterista BloodHammer, logo depois tivemos a presença do baixista Serpenth e do guitarrista Impaler. O último a entrar foi o líder, mentor, vocalista e guitarrista Helmuth.Com exceção de BloodHammer, os 3 se mantiveram com as costas voltadas ao público por alguns segundos.

Os músicos romperam o silencio da casa com a boa introdução Sanctus Diaboli Confidimus, ao seu termino o vocalista saudou os fãs e anunciou a poderosa Bleeding Salvation. O andamento do show se deu com Gasmask Terror que serviu de aperitivo para que a próxima Belphegor – Hell’s Ambassador chegasse de forma devastadora, levando o público ao delírio.

Com aproximados 18 minutos de apresentação, chegou a hora de uma canção que a tempos não fazia parte do repertório, estou me referindo a Diaboli Virtus in Lumbar Est. Do mesmo ano e do mesmo álbum, chegou um dos momentos mais esperados da noite, que foi a execução de Lucifer Incestus, que talvez seja o maior hit do grupo, esta foi a faísca que faltava para que a galera se digladiassem em um insano moshpit.

A seguir veio a contagiante Stigma Diabolicum, faixa com uma boa alternância e um refrão marcante, logo após tocaram Feast Upon The Dead.

A próxima a ser desferida foi Conjuring the Dead, neste momento compareceu ao palco um homem trajando algo que aparentava ser uma batina de frei ou algo do tipo, encapuzado, em seu peito portava um enorme crucifixo invertido e em sua mão um Turíbulo, o qual o movimentava defumando o ambiente, este foi mais um momento marcante dentro desta empolgante apresentação.

Outro fato que vale a pena mencionar, foi a ótima qualidade de som que havia no Manifesto, enriquecendo em muito o evento, que seguiu com seu alto nível musical com a presença da conhecidíssima Bondage Goat Zombie, ao seu final Helmuth, Serpenth e Impaler se ajoelharam no palco, enquanto um som de sinos ecoou pelo ambiente escuro.

Na sequência o grupo mandou Apophis–Totenbeschworer e finalizou a primeira parte do espetáculo com a ótima Totenkult – Exegesis Of Deterioration, ambas faixas são inéditas e irão sair oficialmente em setembro, quando o Belphegor lançara o seu 11° álbum de estúdio, que ainda não teve seu nome revelado.

Ao retornar ao palco minutos depois, o quarteto executou a instrumental Past and Terror e encerraram esta soberba apresentação com chave de ouro, tocando o clássico In Blood – Devour This Sanctity, composição encontrada no disco de 2011 intitulado Blood Magick Necromance.

Após 1h10 de pura brutalidade e blasfêmias, o Belphegor deixou o palco ovacionado. Esta foi a quinta apresentação da banda na capital paulista, escrevendo assim mais um capítulo nesta longa e gloriosa história do metal extremo em terras paulistanas. Hail Chaos! Hail Belphegor!

Setlist Belphegor:
Sanctus Diaboli Confidimus
Bleeding Salvation
Gasmask Terror
Belphegor – Hell’s Ambassador
Diaboli Virtus in Lumbar Est
Lucifer Incestus
Stigma Diabolicum
Feast Upon The Dead
Conjuring The Dead / Pactum In Aeternum
Bondage Goat Zombie
Apophis–Totenbeschworer
Totenkult – Exegesis Of Deterioration

Pest and Terror
In Blood – Devour This Sanctity

 

GALERIA DE FOTOS (Clique na imagem para ver ampliada!)

 

coberturas